Visitantes

quinta-feira, 23 de junho de 2022

AMOR E DESEJO




na aspiração de amar
vou inventando 
umas cumplicidades
e suas doçuras
uns momentos 
de respiração suspensa
sem os sobressaltos 
tantos...
já pra confundir, de súbito 
irrompe das entranhas
um desejo vadio
corcel sem freios
no cio pro coito
babando sem pudor 
e se me apresenta:
- muito prazer, sou o amor!


Maria Lucia (Centelha) 



24 comentários:

  1. Li em silêncio e, fascinado com tão sensual poema, reli e, em silêncio me deixei ficar.
    .
    Uma quinta-feira feliz
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Ricardo. Sua vinda, leitura e comentário me felicitam.
      Beijo feliz!!

      Excluir
  2. na aspiração de amar
    vou inventando
    umas cumplicidades
    e suas doçuras

    Boa noite serena, querida amiga Maria Lúcia!
    Muito lindos os versos acima que me ficaram o coração num poetar assim delicado e doce.
    Tenha um final de semana abençoado!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá minha querida Roselia. Fico feliz por ter gostado. Gratidão
      Beijo carinhoso

      Excluir
  3. Al amor y al deseo sólo los une la pasión...

    Magníficos versos, tan sensuales y certeros:

    "irrompe das entranhas
    um desejo vadio
    corcel sem freios
    no cio pro coito
    babando sem pudor..."

    Quitan el aliento, amiga. Abrazos y besos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hola poeta!!
      ¡Escribir es mi aire!
      Tu comentario me hizo feliz.
      Besos y abrazos Carlos.

      Excluir
  4. Muchas gracias amiga máis uma vez, seguí las instrucciones de Cidalia que amablemente me sugeriste y agregué todos los comentarios que había en mi casilla de spawn. Gran aporte. Abrazo también para Cidalia.

    ResponderExcluir
  5. Olá Lucia!
    Mais um sublime poema, de intensa sensualidade, que muito gostei de ler!
    Parabéns, pela inspiração!

    Votos de um excelente fim de semana.
    Beijinhos carinhosos

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grata por sua presença sempre esperada poeta, e por teu elogio.
      Beijo e feliz final de semana.

      Excluir
  6. Um poema bastante sensual que me fascinou. Adorei.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  7. Sensual e sugestivo Poema. Magnífico!
    Parabéns.


    Beijo
    SOL da Esteva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sol, grata por suas palavras.
      Beijo e feliz final de semana.

      Excluir
  8. AH! O amor não se apresenta querida amiga... ele vem suave e doce como uma borboleta, poisa sobre a pele e nos deixa um ardente suspiro que liberta o cavalo sem freios que nada pode deter!...

    Muito belo e excitante o teu poema. Gostei muito!
    Um bom fim de semana. Doces beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, meu querido, o amor é bem assim, como dizes , suave e doce, mas muitos o confundem com os arroubos do desejo meramente carnal, passageiro e passional...
      Suas palavras de elogio , eu guardo sempre, como motivação.
      Grata poeta.
      Beijo doce.

      Excluir
  9. Faz isso não amiga ,deixa a gente também querendo inventar qualquer coisa que leve a essas cumplicidades sem sobressaltos rs E esse amor heim? que lindo quando você tira os freios e deixa o corcel cavalgar ... :))
    Bonito muito bonito mLúcia
    Fica o abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lis , minha querida Lis , como gosto dos seus comentários. É como se eu os ouvisse, além de ler. Sua naturalidade me encanta. Gratidão por me fazer sentir feliz.
      Receba meu abraço, moça bonita.

      Excluir
  10. En la antigüedad se nos hablaba de un auriga intentando controlar a los caballos descontrolados de las pasiones, aquí al final uno se revela como el amor y las complicidades necesarias ya fueron hechas!
    Que placer poder darle rienda suelta sin remordimientos...

    El azar me trajo a este rinconcito y estoy feliz de que así haya sido! Te dejo un saludo Maria! Espero nuestras letras se crucen en el futuro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me alegro de que te haya traído até aqui, Aquamarine!! encantada con tus palabras. Agradecida.
      Siempre bienvenido!
      Beso

      Excluir
  11. Desejo vadio... corcel sem freios... babando sem pudor...
    Ou seja, a sua poesia são palavras nada vadias, mas sem freios ou pudor.
    Mais um brilhante poema, você arrasa e encanta cada vez que a leio. Os meus aplausos sinceros.
    Boa semana, querida amiga Maria Lúcia.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E da minha parte , me encanto gom seus comentários, sua visão bonita sobre mim. Envio beijos de agradecimento , meu querido poeta Jaime.

      Excluir

Que bom que veio!!
Sinto-me grata e feliz por isso!
Graças a um poder imortal a poesia se solta da palavra e se desmancha na alma de quem a recebe