Visitantes

segunda-feira, 31 de maio de 2021

QUE SEJA FLECHA




cedi à tentação.

debrucei-me sobre as palavras, outra vez!

preciso foi deixar escorrer pelos dedos a seiva que me tem vitalizado

para um poema "morto" de paixão

revelar o mal que tem causado 

a falta do teu riso...


rimei distância com saudade

beijos com vontade

somente palavras amenas 

vieram outras mais 

censuradas, obscenas talvez 

nenhuma permissão...


se for pra fazer delação

desse meu sentir interdito 

para além das palavras 

de querer estar em dois 

e somar apenas um 

então, que esse poema seja flecha 

que seja grito ...


Maria Lucia (Centelha) 

domingo, 30 de maio de 2021

"CANTADA"



Emoção indefinida
avalanche imensurável
ora serena, ora inquieta
a provocar-me íntimo 
contentamento...


estremeço
sucumbida de espanto 
por uma "cantada" tão direta
que ganha a minha rendição 
desavisada, enfeitiçada pelos sóis
do teu olhar em minha direção...


a tua boca afoita, entreaberta
e a minha submissa ao vasto céu
que me ofereces 
eis que num átimo, recuo...


ouso procrastinar 
o prazer que adivinho
iria me perpassar inteira
em iridescente gozo



Maria Lucia (Centelha)


 

sexta-feira, 28 de maio de 2021

A MELHOR FRAGRÂNCIA




pedi um cálice de vinho tinto
e me destes para atender aos meus apelos
os teus lábios gotejantes de beijos
a melhor fragrância do néctar
que inda sinto, cúmplices de meu desejo...


deixei a tua boca avinhar a minha
pelos muitos beijos que me foram dados
revelando na saliva infinitos segredos
em goles derramados...


depois, veio um sono despido 
de tempo e de espaço dentro do meu abraço
olvidei as significâncias da razão 
para te reter no agora, debruçado em meu peito 
a ressonar embriagado de emoção!

Maria Lucia (Centelha)

 

quinta-feira, 27 de maio de 2021

SE NÃO HOUVER AMOR



 ********

para ti asas diáfanas

palavras em transe

um gozo profundo

um beijo que respira

uma carícia que incendeia

ou

ou uma vida em paz...


se não houver amor

tudo o mais

tanto faz...


Maria Lucia ( Centelha).


******************************



segunda-feira, 24 de maio de 2021

RESISTÊNCIA



Ronda-me a fragilidade
envolta em cambraia, tenta-me
a vontade mais uma vez
em escaninhos
recolhida...

sem nenhum pudor 
transgredes os meus "nãos"
somente para me desmoronar
a resistência...

- apelação!
me enaltece a esmaecida beleza...

às palavras
sempre as mesmas 
finjo aquiescência.
Ainda que resista, ai...ai de mim
estremeço consumida
de incertezas...

Maria Lucia (Centelha) 

domingo, 23 de maio de 2021

AO ALCANCE DA MÃO




Faiscante o céu compactua silêncios 
com o sonhador da lua
trêmulo de alegria em tê-lo 
inteiro para si nas poças d'água da rua

ah, céus!... quanto devaneio em vão
nas tantas noites bebidas
não se sabe em quantas vidas
estrelas foram contadas...

mas... ao lavrar sua admiração
o poeta se altaneia e deixa o rastro
no poema que exprime
suave inspiração...

tantos versos, tantos versos
de astros, lua e estrelas 
que estiveram cintilando
ao alcance de sua mão !

Maria Lucia (Centelha)



sábado, 22 de maio de 2021

UMA VEZ MAIS


busca-me o amor uma vez mais 
e me conduz pela correnteza 
dos seus rios...

dos anos de vazio atroz, 
as feridas na alma
até já cicatrizaram...

no leito de paixão fremente
a vida palpitante emerge urgente 
onde mergulho e me renovo...

a idade do corpo não impede 
que eu me re-invente entre a experiência e o novo 
que me surge ...

entrego-me, suavemente, sem alarde
o tempo urge e me deixo levar
antes, que se seja tarde! 

Maria Lucia (Centelha) 




 

quinta-feira, 20 de maio de 2021

POEMA QUE TE CONCEDO


(Imagem do Pinterest)

dê-me palavras 
que se ufanem nos versos que invento
e dar-te-ei um poema 
para o teu contentamento...

... a semente
 de um bom sentimento
seja qual for
e a semearei no solo fértil d’alma
onde costuma nascer amor...

...o regozijo 
de possuir teu peito nu
para que eu o adorne com desvelo
dos afagos do negror dos meus cabelos...

venha...navegues nesse rio que flui interminável
de um amar contínuo e cúmplice
por que nesse poema que agora te concedo
és a inspiração, o tema e o enredo!

Maria Lucia ( Centelha)



terça-feira, 18 de maio de 2021

AMOR E PAIXÃO


・゚★,。・:・*:・゚☆ ・:*:・゚★,。・:*:・゚☆

AMOR E PAIXÃO

paixão deve ser isso:
um constante cio
em qualquer idade
fogaréu repentino
que incendeia, ferve, derrete
açúcar e sal
o bem e o mal
o que faz escarcéu
na vida da gente
com data de validade...

campos verdes
chuva caindo mansa
nas noites de muito calor
maduro menino arrepio
à flor da pele
a aorta ritmada
descansada
mãos entrelaçadas
em cumplicidade
- eis o amor!!

Maria Lucia (Centelha)

・゚★,。・:・*:・゚☆ ・:*:・゚★,。・:*:・゚☆

domingo, 16 de maio de 2021

AMO-TE, EIS TUDO


não te peço o amor que não me podes dar

nem teu querer, teu pensar

e antes que o teu "não" desponte

afirmo-te: não preciso do teu "sim"

tão pouco um lugar comum pra te amar...

 

mesmo não correspondido

nem assim desconfigura

num silêncio cheio de sentidos

há nele tanta doçura!

 

e se, como ave pender-te em outra direção

meu sentir hei de guardar com cautela

contudo, impossível ocultar

- no meu olhar se revela...

 

Maria Lucia (Centelha)