Visitantes

quinta-feira, 30 de junho de 2022

O NÓ

 



entre a leira dos dias 
os ermos do corpo
banhado de calores
sobre o leito vazio
há o espasmo da noite
que me contorce os sentidos 
na lembrança, os desejos 
que eu persigo...

o peitoral onde eram
estendidos os meus cabelos
o cheiro, os lábios, e a mão 
pra desatar o nó dessa secura, 
esquecer, eu juro
não consigo!

Maria Lucia (Centelha) 


30 comentários:

  1. Belo poema
    Bom fim de semana
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Francisco, grata por ter vindo,. Beijinhos . Bom fim de semana pra ti também.

      Excluir
  2. Respostas
    1. Agradecida pela leitura e comentário, querida Cidalia!! Beijinhos

      Excluir
  3. Belo e sensual poema que muito gostei!
    Parabéns, amiga poetisa Lucia!

    Votos de um excelente fim de semana.
    Beijinhos carinhosos.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grata pela leitura e comentário de elogio, Mario. Bom fim de semana . Beijinhos

      Excluir
  4. Una depurada conjunción de deseo y placer a la par tienen tus versos, amiga. Te felicto una vez más...

    ResponderExcluir
  5. O amor ausente deixa sempre saudades.
    Comprovam-no a imagem e as palavras do texto.
    Abraço de amizade.
    Juvenal Nunes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querido poeta pelo comentário. E pela visita.
      Abraço fraternal

      Excluir
  6. Simplesmente deslumbrante este poema. Sublime fascínio poético
    .
    Um feliz fim de semana.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grata pelas palavras de elogio, Ricardo. Feliz final de semana pra ti . Beijo

      Excluir
  7. Hola María Lucía, buenos días. Comentarte que me envuelven tus versos, en esa nebulosa -gris o rosada- llamada recuerdo, en que nuestra piel -y corazón- extrañan a otro ser, pero por sobre eso, extrañan nuestro propio ser amando a un otro. Me siento dulcemente atrapada, sin barrotes a mi alrededor, es decir, me quedo en tu poesía el tiempo suficiente para resonar con ella y disfrutar de lo que me entrega. Es hermosa y significativa.

    Te mando mi aprecio y admiración. Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paty, seja bem vinda!! Agradeço as suas palavras. Guardo no coração como incentivo.
      Te mando mi aprecio.

      Excluir
  8. Dos figuras sostienen el poema: la cama vacía como desechos, y la resistencia a no olvidar, críptica al final de todo. UN abrazo. Carlos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carlos Augusto, agradeço a sua vinda e às suas palavras. Seja sempre bem vindo.
      Un abrazo.

      Excluir
  9. Maria Lucia, se há um nó que precisamos desatar, não percamos tempo. Por vezes não é fácil, mas com muito amor e um beijo ardente não há nó que resista!... Vale a pena tentar. Podes crer!

    Beijos doces...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grata meu querido poeta pelas palavras. Tens toda a razão, amor e beijo ardente são excelentes desatadores de nós.
      Beijos doces pra ti

      Excluir
  10. Olá, Lucia!
    Passando por aqui, relendo este excelente poema que muito gostei, e desejar uma excelente semana!
    Beijinhos carinhosos.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Como aquela musiquinha ,quem é que vai desatar os nós de nós?
    Desviar dos caminhos amiga e rezar ,,, risos
    Vamos lá , você é corajosa e linda _consegue sim!
    e deixo beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida Lis , seu comentário entusiasmado me encoraja pra saltar com medo mesmo. Risos .... Gratidão por sua empatia, moça bonita.
      Beijo carinhoso

      Excluir
  12. Olá, por uma questão de foco do blog, o link mudou, no lugar de Boteco das Letras agora passa a ser: https://costuraerasga.blogspot.com/
    Desculpe o transtorno mas foi para ficar melhor. Beijos ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jeanne, que bom ter vindo, e agradeço por notificar sobre o teu blog.
      Beijo , querida.

      Excluir
  13. Boa Tarde Maria Lúcia
    Um poema nostálgico e cheio de saudade, com um toque de sensualidade que lhe ficou muito bem.
    Muito belo, na sua melancolia!
    Desejo uma semana abençoada com muita saúde e harmonia.
    Um beijo
    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sua sensibilidade é percepção me encantam , amiga Piedade. Grata por isso.
      Beijinho

      Excluir
  14. Há lembranças que queimam e você desenhou um lindo poema. Há sensualidade aplaudível em seus versos. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão, linda Marilene. Sua vinda é alegria pra mim.
      Beijinho!!

      Excluir

Que bom que veio!!
Sinto-me grata e feliz por isso!
Graças a um poder imortal a poesia se solta da palavra e se desmancha na alma de quem a recebe